O curso de Pós-Graduação em Ensino de Física aprofunda e amplia a formação inicial do professor, através do desenvolvimento de uma visão crítica dos conteúdos de de Física do ensino básico.

O curso tem o objetivo de proporcionar novos conhecimentos teóricos e práticos que subsidiem a prática do professor de ensino Religioso.

O curso especializa o profissional de educação e áreas afins no estudo responsável de questões teóricas e metodológicas ligadas à educação infantil e séries iniciais.

A introdução do lúdico na vida escolar do educando é uma maneira muito eficaz de perpassar pelo universo infantil para imprimir-lhe o universo adulto, nossos conhecimentos e principalmente a forma de interagirmos. A atividade lúdica é muito importante para o desenvolvimento sensório-motor e cognitivo, desta forma, torna-se uma maneira inconsciente de se aprender, de forma prazerosa e eficaz.

A Neuropedagogia se atem a um principio básico: como o cérebro aprende e como guarda este aprendizado. Com esta concepção, extremamente ligada à neurociência, a Neuropedagogia irá estudar e compreender o cérebro como propulsor do aprendizado e levar isto para a escola considerando acima de tudo os métodos e metodologias que irão interferir de forma significativa para o verdadeiro APRENDER.

A Psicopedagogia é um campo de estudo que utiliza o conhecimento de diversas áreas como a Pedagogia, a Psicologia, a Psicanálise, a Filosofia, a Sociologia, entre outras buscando dessa forma torna-se uma área específica com um objeto de estudo definido e surgiu devido à necessidade de se buscar entendimento sobre o processo de aprendizagem do indivíduo.

Há uma relação direta entre gestão escolar e ação do coordenador pedagógico. A função de coordenador pedagógico permite notar no cotidiano escolar que a organização do trabalho pedagógico é essencial, devendo, assim, ser bem planejada e estruturada.

O exercício da docência é uma atividade complexa que exige uma gama de saberes e esses vão muito além dos conhecimentos específicos da área de atuação do docente. O curso tem o objetivo de oferecer tais conhecimentos.

Direitos Humanos são os direitos básicos de todos os seres humanos. São direitos à vida, à propriedade, liberdades de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, de participar do governo do seu Estado, podendo votar e ser votado, direitos ao trabalho, à educação, à saúde, à previdência social, à moradia, à distribuição de renda, entre outros.

As estratégias de estudo que adquiriste no ensino secundário devem ser adaptadas ao ensino superior. Existem disciplinas com forte componente prática onde a resolução de problemas é a estratégia mais eficaz de estudo, mas ocasionalmente esta estratégia requer maior disponibilidade de tempo. Nas disciplinas teóricas, a leitura e a memorização são as estratégias por excelência.

No contexto da educação brasileira, tem sido dedicada muita atenção à gestão na educação que se assenta sobre a mobilização dinâmica e coletiva do elemento humano, sua energia e competência, como condições básicas e fundamentais para a melhoria da qualidade do ensino e a transformação da própria identidade da educação brasileira e de suas escolas.

O perfil do professor universitário não deve se restringir a apenas deter conhecimentos técnicos referentes à sua disciplina, pois ele, a todo momento, é tido como referencial de conduta para os seus discípulos. Portanto, é de fundamental importância que o docente se perceba como agente transformador, para poder, de forma consciente, intervir na formação dos alunos sob sua responsabilidade.

Desde os tempos imperiais até hoje as discussões sobre o Ensino Religioso no Brasil perpassam por três pontos principais: a permanência ou não como disciplina regular do currículo; a identidade desta disciplina e dos seus conteúdos e a formação do professor de Ensino Religioso, fato que pode ser mensurado através das normatizações da disciplina ao longo de nossa história.

A ludicidade pode contribuir no processo de ensino e aprendizagem, promovendo uma educação mais estimuladora, ganhando destaque enquanto recurso pedagógico. As facilidades técnicas oferecidas pelos computadores também possibilitam a exploração de um leque ilimitado de ações pedagógicas, permitindo uma grande diversidade de atividades.

A liderança constitui um dos temas mais comuns no estudo das organizações em geral, ainda que esta prevalência não tenha atingido o mesmo protagonismo no caso das organizações educativas, de modo particular em alguns contextos geográficos. Nas organizações educativas a liderança tem vindo a assumir um papel de crescente relevo e a ser apontada como uma das chaves para a mudança dos sistemas educativos.

Para que a escola passe a utilizar a internet como recurso pedagógico, é importante que os profissionais da educação sejam conscientizados sobre suas implicações e aspectos positivos e negativos, conheçam seus serviços e sejam capacitados para trabalhar com suas ferramentas com fins pedagógicos. Além disso, é necessário que a escola elabore um projeto pedagógico com esse fim.

A qualidade da educação é profundamente ligada à disponibilidade de água potável, por conta da importância da higiene. As doenças consomem energia das crianças e, conseqüentemente, diminuem fortemente sua capacidade de aprendizagem.

A gestão democrática implica a efetivação de novos processos de organização e gestão baseados em uma dinâmica que favoreça os processos coletivos e participativos de decisão. Nesse sentido, a participação constitui uma das bandeiras fundamentais a serem implementadas pelos diferentes atores que constroem o cotidiano escolar.

O homem vive em sociedade, convive com outros homens e, portanto, cabe-lhe pensar e responder à seguinte pergunta: “Como devo agir perante os outros?”. Trata-se de uma pergunta fácil de ser formulada, mas difícil de ser respondida. Ora, esta é a questão central da Moral e da Ética.

Em um momento em que diversas são as crises que têm assolado a sociedade, uma se destaca por ser uma das causas das demais, é a crise moral. Para que o respeito, a dignidade, a autonomia, o compromisso, o bom senso, a humildade, a tolerância, se tornem efetivos compreende-se ser necessário que se incuta na prática das pessoas a ética compromissada com a dignidade humana.

A implantação de uma política de ampliação do ensino fundamental de oito para nove anos de duração exige tratamento político, administrativo e pedagógico, uma vez que o objetivo de um maior número de anos no ensino obrigatório é assegurar a todas as crianças um tempo mais longo de convívio escolar com maiores oportunidades de aprendizagem.

A Educação Integral tem sido um ideal presente na legislação educacional brasileira e nas formulações de nossos mais brilhantes educadores. Iniciativas diversas, em diferentes momentos da vida pública do país, levaram esse ideal para perto das escolas, implantando propostas e modelos de grande riqueza, mas ainda pontuais e esporádicos.

A educação e os cuidados na infância são amplamente reconhecidos como fatores fundamentais do desenvolvimento global da criança, o que coloca para os sistemas de ensino o desafio de organizar projetos pedagógicos que promovam a inclusão de todas as crianças.

A escola é um espaço privilegiado para a construção da cidadania, onde um convívio harmonioso deve ser capaz de garantir o respeito aos Direitos Humanos e educar a todos no sentido de evitar as manifestações da violência. Dentre os problemas mais pungentes que temos enfrentado no Brasil, estão as diversas formas de violência cometidas contra crianças e adolescentes.

A transformação da realidade socioeducacional brasileira passa pela compreensão do papel das dimensões econômicas, étnico-raciais, de gênero, territoriais, geracionais etc. Com o avanço no diagnóstico dessa situação e com o aprofundamento da compreensão das relações de causalidade, será possível aperfeiçoar as políticas existentes e criar novas propostas, capazes de identificar e combater os efeitos negativos da discriminação no ambiente escolar.

A inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais na educação infantil vem se tornando gradativamente uma realidade. O Brasil vem avançando nesse sentido com a implementação da Política Nacional de Inclusão desde a Lei Nº 9.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases de Educação Nacional, e mais recentemente, com as Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica (BRASIL, 2001).

As relações entre professor e aluno e entre os próprios alunos, na sala de aula, são sempre envolvidas por sentimentos, sendo que a afetividade constitui o motor propulsor do ato educativo. O sentimento dos alunos pelo professor refletirá sempre a forma como são tratados; responderão com respeito e amor à estima e ao respeito do mestre por eles. Se percebem significado nas aulas, sentir-se-ão motivados para participar e o farão exercendo a autodisciplina.

A forma como nos sentimos acerca de nós mesmos é algo que afeta crucialmente todos os aspectos da nossa experiência, desde a maneira como agimos no trabalho, no amor e no sexo, até o modo como atuamos como pais, e até aonde provavelmente subiremos na vida. Nossas reações aos acontecimentos do cotidiano são determinadas por quem e pelo que pensamos que somos. Os dramas da nossa vida são reflexo das visões mais íntimas que temos de nós mesmos. Assim, a auto-estima é a chave para o sucesso ou para o fracasso.

Este curso contém orientações pedagógicas, com o objetivo de adaptar os conteúdos curriculares de modo a dar respostas a todas as necessidades educacionais de crianças com dificuldades acentuadas de aprendizagem. Apresenta propostas de organização de serviços de apoio educacional na educação infantil para crianças com dificuldades acentuadas de aprendizagem ou limitações no processo de desenvolvimento.

A má qualidade de comunicação tornou-se um dos principais problemas que atingem as salas de aula. Para fazer-se entender, embora pareça muito fácil, é necessário o conhecimento do exercício da linguagem, saber transmitir, que é diferente de expressar. Tal é a arte da comunicação. Dialogar com o aluno é vantajoso; com uma turma indisciplinada, muito arriscado: as vantagens e os riscos são inerentes à comunicação.

Bioética tem como propósito avaliar o impacto do avanço científico nas ciências biológicas sobre a vida em toda a sua complexidade. Deste modo, analisam-se três aspectos considerados importantes para a educação: o impacto das pesquisas em biologia sobre a visão de ser humano, a necessária superação de uma visão antropocêntrica arrogante e a reconhecida e clara importância que a bioética atribui à interdisciplinaridade.

A vasta literatura a respeito, de origem nacional e internacional, é indicativa da importância do assunto, bem como das polêmicas que tem gerado. Algumas em torno de seus referenciais teóricos, outras a respeito da aplicabilidade de propostas inovadoras a respeito. Muitas decorrentes das práticas avaliativas tradicionais no campo da educação em geral.

Pensar na avaliação é fundamental para professores de qualquer etapa da Educação Básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. No caso da Educação Infantil, há algumas particularidades que precisamos levar em conta. A própria legislação a respeito da avaliação na Educação Infantil difere da legislação sobre avaliação nas demais etapas da Educação Básica.

A questão da inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais em todos os recursos da sociedade ainda é muito incipiente no Brasil. Movimentos nacionais e internacionais têm buscado um consenso para formatar uma política de inclusão de pessoas portadoras de deficiência na escola regular.

A criança com necessidades educacionais especiais por apresentar autismo, do nascimento aos três anos de idade, precisa que lhe seja ensinado quase tudo o que uma criança normal aprende espontaneamente por meio da observação e da experiência. A criança tem problemas de interação social que não se resolvem simplesmente por estar cercada de outras crianças.

A escola precisa considerar a realização de projetos e ações que, ao mesmo tempo, promovam o acesso aos bens culturais exigidos pela sociedade contemporânea e garantam uma formação política aos jovens de modo a lhes permitir participar da vida social de forma mais crítica, dinâmica e autônoma.

Neste curso serão desenvolvidas algumas questões que, pela sua relevância atual no campo da educação, merecem ser revisitadas de modo crítico, nomeadamente, e num primeiro momento, a escola, o conflito e a convivência, para depois serem apontadas algumas características da escola que fazem dela uma organização com alguma perversidade e irracionalidade.

Há tempos, em todas as sociedades, os observadores notaram que algumas crianças pareciam aprender mais depressa, lembrar de um número maior de informações e solucionar problemas com maior eficiência do que as outras. De acordo com a terminologia atual, essas crianças são chamadas de superdotadas.

Cuidar é um ato consciente que pode ser ensinado, e consiste, por sua vez, num dos maiores geradores de prazer que o mundo humano conhece. Cuidar adequadamente dos outros como de si mesmo pode ser o início de uma grande transformação, tanto do ponto de vista individual como do ponto de vista social. E é nisso que consiste o objetivo deste curso.

O tema acessibilidade começou a fazer parte das discussões sobre as políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência há muito pouco tempo no nosso país. A legislação brasileira federal sobre acessibilidade é vasta, abrangente e moderna, mas para chegar até aqui foram necessários muito trabalho e estudo.

O curso de Pós Graduação em Neuropedagogia é uma especialização com uma proposta de oferecer fundamentos teóricos sobre o desenvolvimento nervoso e as várias etapas de aquisição de habilidades sensórias, cognitivas, emocionais e psicológicas, necessárias ao desenvolvimento da aprendizagem, sob o prisma da neurociência.

A Psicopedagogia Clínica possui um campo do conhecimento multidisciplinar, que integra diferentes áreas de modo coerente. Tem como meta adquirir uma ampla compreensão sobre os variados processos inerentes ao aprender humano e os processos de aprendizagem. Abrange o âmbito escolar, a família e a comunidade.

O curso de Língua Portuguesa com Ênfase em Gramática Textual é direcionado especialmente para bacharéis e licenciados em Letras e graduados em curso superior de Comunicação Social, Pedagogia, Direito e Administração e áreas afins.

O curso de Linguística e Revisão Literária é direcionado especialmente para bacharéis e licenciados em Letras e graduados em curso superior de Comunicação Social, Pedagogia, Direito e Administração e áreas afins.

O curso de Gestão de Projetos Educacionais é direcionado especialmente para professores com interesse em Administração da escola publica e privada, administradores, advogados, e demais interessados portadores de diploma de curso superior de IES reconhecida pelo MEC.

O curso de Educação Inclusiva e Especial é direcionado especialmente para professores de todas as áreas de ensino e graduados em áreas afins e demais profissionais interessados e portadores de diploma de curso superior.

O curso de Pós-graduação em Atendimento Educacional Especializado é direcionado especialmente para professores de todas as áreas de ensino e graduados em áreas afins e demais profissionais interessados e portadores de diploma de curso superior.

O curso de Pós-graduação em Matemática do Ensino Fundamental e Médio é direcionado especialmente para Professores de todas as áreas de ensino e graduados em áreas afins e demais profissionais interessados e portadores de diploma de curso superior.

O curso de Libras ofertado pela Moderna Educacional possui o objetivo de desenvolver a capacitação e as habilidades comunicativas no uso da Língua Brasileira de Sinais. o curso foi estruturado em quatro módulos distintos, cada um com diferentes aspectos da linguagem de sinais.

O curso de Educação Infantil tem como objetivo formar especialistas no processo de ensino aprendizagem focado em alunos das series iniciais do ensino fundamental. O curso busca desenvolver habilidades pedagógicas e didáticas na mediação do aprendizado destes alunos.