UFJF é a primeira universidade brasileira a firmar parceria com a ONU para redução de risco de desastres

UFJF é a primeira universidade brasileira a firmar parceria com a ONU para redução de risco de desastres

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) firmou parceria com o Escritório das Nações Unidas para a Redução de Riscos de Desastres (UNDRR), órgão interno da Organização das Nações Unidas (ONU) que atua sob o conceito de cidades resilientes: aquelas capazes de resistir, de adaptar e de se recuperar de forma eficiente após um desastre.

Com isto, a UFJF foi a primeira universidade brasileira a formar este tipo de parceria. O propósito que a instituição seja responsável em atuar em programas de extensão universitária gratuita, eventos voltados para a comunidade e capacitação de agentes públicos para reduzir riscos de desastres e desenvolver resiliência nas comunidades.

Outro objetivo é construir parcerias entre autoridades locais, nacionais e disseminar o conhecimento científico e técnico da comunidade e dos gestores públicos para melhorar o acesso a ferramentas, tecnologias, metodologias e oportunidades de desenvolvimento e melhoria da capacidade organizacional dos governos locais e atores sociais.

Os projetos de extensão da instituição são desenvolvidos através do Núcleo de Engenharia Pública (NEP), do Núcleo de Atendimento Social da Faculdade de Engenharia (Nasfe) e do Projeto Aprender para Prevenir.

Também integram o trabalho as atividades de pesquisa desenvolvidas nos projetos Estudo do aplicativo Álea na gestão dos riscos ambientais; Análise de sistemas e metodologias na gestão integrada de riscos de desastres no contexto de cidades resilientes; Estudos estratégicos em Engenharia no desenvolvimento da Proteção e Defesa Civil e o curso de especialização em Gestão Pública em Proteção e Defesa Civil, como ação de Ensino.

Parceria inédita

Segundo a UFJF, a ideia da parceria surgiu do entendimento da instituição em estar atenta aos problemas de toda a população.

“Nós não dominamos o meio ambiente, mas podemos gerenciar as pessoas para que elas não fiquem expostas e vulneráveis a eventos que fogem do nosso controle. Uma cidade boa para se viver não é isenta dos riscos, mas aquela onde tanto o poder público quanto a população buscam se preparar para resistir a eventos adversos. Essa forma de agir e pensar é chamada pela ONU de resiliência. Nosso objetivo com o projeto é promover a preparação para que um desastre de origem natural não necessariamente vá prejudicar uma cidade”, destacou o professor do Departamento de Transportes e Geotecnia e coordenador do Nasfe, Jordan Henrique de Souza.

Em busca de conscientizar e firmar parcerias a UFJF atua na Campanha Construindo Cidades Resilientes, através de ações de extensão, pesquisa e ensino. Como resultado desse acordo, em janeiro deste ano, foi firmado por meio do Nasfe um convênio com a Prefeitura de Juiz de Fora para a análise de risco e apoio à adesão a campanha das cidades resilientes.

“Desde 2014 estão sendo desenvolvidos projetos de extensão, em que são trabalhados a redução do risco de desastre, o mapeamento de área de risco, a gestão da área de proteção e a defesa civil. Temos uma parceria sólida com o Corpo de Bombeiros e com a Defesa Civil. Buscamos agora trazer para o Brasil novos conhecimentos, novas metodologias e tecnologias para a redução de riscos de desastres”, explicou Souza.

Atualmente, o grupo conta com a atuação de 13 professores, 14 graduandos e 15 militares do Corpo de Bombeiro de Juiz de Fora. Os trabalhos desenvolvidos têm potencial para impactar todo o país.

“A UFJF se coloca a frente de outras instituições para a prevenção. Essa parceria é um reconhecimento da importância estratégica da nossa universidade para o benefício da população. Apesar do trabalho de extensão estar focado em 144 municípios próximos a Juiz de Fora, as ações beneficiam todo o Brasil. Como por exemplo os cursos oferecidos, que ultrapassam a região em áreas de adesão.”

Fonte: G1

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + dezoito =